Sem comentários ainda

Estudo 13 – Verdadeiro Arrependimento Lucas 19.1-10

Introdução

Nos últimos estudos vimos um pouco da dimensão do amor de Deus e a sua preocupação para com o perdido. O fato é que ao longo do evangelho de Lucas tem ficado cada vez mais evidente que Jesus veio buscar e salvar o perdido.

Um pouco antes de entrar em Jericó, Jesus revelou este amor ao recuperar a vista de um mendigo, cego, o qual estava à beira do caminho pedindo esmolas.

Assim, ao entrar em Jericó, o evangelho de Lucas descreve o desenrolar de um novo episodio, onde ocorre a restauração de alguém que também era desprezado por causa de sua profissão: Zaqueu!

O cobrador de impostos (Lucas 19.1-4)

O nome Zaqueu significa “o justo”, mas esse chefe dos cobradores de impostos parece que não fazia jus ao próprio nome.

Um cobrador de impostos era alguém extremamente mal visto pela sociedade judaica, pois se tratava de um judeu que trabalhava para o império romano cobrando impostos do seu próprio povo. Se isso já não fosse o bastante, os cobradores de impostos ainda costumavam extorquir as pessoas (e Zaqueu era chefe dos cobradores).

O fato é que quando Jesus chegou a Jericó uma grande multidão se reuniu para vê-lo. Zaqueu teve tamanho desejo em ver o Senhor, que acabou subindo em uma árvore.

  • Em sua opinião, por que alguém como Zaqueu se preocupava tanto em ver Jesus?

 A hospedagem (Lucas 19.5-6)

Zaqueu estava procurando, mas curiosamente foi encontrado.

Pensou que estava procurando Jesus (Lucas 19.3), mas, na verdade, era Jesus quem o procurava (Lucas 19.5).

  • É o perdido quem busca a Deus, ou é Deus quem busca o perdido? (Romanos 3.11 / Efésios 2.1-2)

Um grande desconforto (Lucas 19.7)

Para o espanto geral Jesus escolheu a casa de Zaqueu para ficar naquele dia. Para as pessoas daquele lugar o que Jesus estava fazendo era inaceitável, pois estava se hospedando na casa de um pecador.

  • Será que costumamos reproduzir a queixa do povo de Jericó em nossos dias? Como você enxerga isso?

Arrependimento genuíno (Lucas 19.8)

Arrependimento verdadeiro é muito mais do quem um simples desconforto emocional.

Na visão bíblica arrependimento significa: reconhecimento de um erro, mudança de pensamento e também de atitude.

Zaqueu deu prova de genuíno arrependimento!

  • Que reflexos os arrependimento de Zaqueu traria sobre o seu trabalho e vida financeira?
  • Como a atitude de Zaqueu nos desafia a encararmos o arrependimento diante dos nossos pecados? (Lucas 3.8a)

Jesus veio buscar e salvar o perdido (Lucas 19.9-10)

O chefe dos cobradores de impostos, rico e certamente influente era na realidade um homem falido espiritualmente, miserável aos olhos de Deus.

Contudo, Jesus o encontrou! Zaqueu se arrependeu e algo inusitado ocorreu, pois Jesus disse que naquele dia tinha ocorrido salvação naquela casa.

Jesus havia dito que era mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um rico entrar no reino dos céus. Pois bem, o camelo passou pelo buraco da agulha, um homem que vivia em função da sua riqueza passou a viver na dependencia da graça de Deus.

  • O infeliz encontrou felicidade;
  • O ganancioso encontrou paz para a sua alma;
  • Aquele que até então era odiado pela socidade viu-se profundamente amado pelo verdadeiro Deus!
  • Como explicar isso? (Romanos 3.23-24)

Arrependimento

Deus ama o perdido de forma inexplicável. Não obstante, ele espera que o perdido se arrependa dos seus pecados diante da manifestação da GRAÇA.

 Lucas 3.8

“Dêem frutos que mostrem o arrependimento.”

Para ver os artigos anteriores acesse o Arquivo dos Estudos Bíblicos.

Publicar um comentário