Sem comentários ainda

Estudo 1 – Uma jornada com Jesus: Evangelho de Lucas

Estudo 1 – Os primeiros passos do ministério de Jesus (Lucas 4.14-30)

Estamos começando uma nova série de estudos onde vamos fazer uma jornada com Jesus através do evangelho de Lucas.

Nosso alvo é buscar uma compreensão mais clara sobre a caminhada de Jesus, sua relação com os discípulos e o que isso tem a ver conosco nos dias de hoje. Logo, queremos não apenas buscar conhecimento, mas também deixar que Deus trabalhe a nossa história por meio da história de Jesus.

Introdução

Depois de enfrentar 40 dias e 40 noites no deserto, onde foi tentado, Jesus voltou para a Galileia, chegando até Nazaré, cidade onde havia crescido.

Ele já se tornara conhecido por causa dos milagres que vinha realizando. Neste tempo ele também ensinava nas sinagogas e as pessoas ficavam admiradas com o seu ensino.

Em um determinado sábado ele entrou em uma sinagoga para participar de um culto como era o costume judaico. Num dado momento Jesus se levantou para ler um texto do Antigo Testamento, como era o costume e leu um texto do profeta Isaías 61.1-2.

“O espírito do Senhor DEUS está sobre mim; porque o SENHOR me ungiu, para pregar boas novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos; A apregoar o ano aceitável do Senhor e o dia da vingança do nosso Deus; a consolar todos os tristes…”

De acordo com os rabinos (mestres judaicos) essa passagem referia-se ao Messias (salvador) e o povo na sinagoga sabia disto. A grande questão é após a leitura do texto Jesus assentou-se e disse: hoje se cumpriu a escritura que vocês ouviram, ou seja, ele afirmou ser ele o Messias, que tinha vindo para proclamar o Ano da Graça do Senhor!

Num primeiro momento as pessoas ficaram admiradas, mas logo em seguida esse sentimento se transformou em hostilidade, afinal de contas ele era apenas o filho de José (o carpinteiro). Além disso, desejavam que ele fizesse um milagre, por isso a expressão no verso 23: “Médico, cura-te a ti mesmo…”.

A hostilidade aumentou quando Jesus começou a falar de forma figurada (v.24-27) que os judeus deveriam ser salvos pela graça da mesma forma que os gentios (não judeus) e pagãos (idolatras). Não demorou muito para que começassem a persegui-lo objetivando tirar a sua vida.

É importante pensar…

1. Quais eram as boas novas que Jesus pregaria aos pobres? A propósito quem são os pobres que precisavam e precisam destas boas novas? (Mateus 5.3)

2. No seu entendimento, quem é que precisa da liberdade e da visão recuperada conforme o verso 18? (Isaías 58.6)

3. O que vem a ser o Ano da Graça do Senhor? (Levítico 25.3-4; 8-12)

4. Como o Ano da Graça (ano do perdão), trazido por Jesus, pode transformar as nossas vidas?

É bom lembrar…

Apesar da incredulidade de muitos, as Escrituras afirma que Jesus é o Messias (salvador). Nele encontramos o perdão, a paz com Deus, a liberdade e a oportunidade para uma nova jornada.

Veja também: Estudo 2 – Conhecendo a Autoridade, o Poder e a Prioridade de Jesus – Lucas 4.31-44.

Publicar um comentário